Vanja Hertcert - Arquitetura

Assoc. Brasileira de Enologia

Adega sob medida e como organizar uma coleção de vinhos

Todo mundo tem um cantinho que pode bem acomodar uma adega. A medida será a de sua paixão. Avaliar um espaço e projetar uma adega não é tão complicado, basta seguir algumas orientações:

• Considere se a temperatura não sofre muitas variações, se as paredes não recebem incidência direta do sol. Caso aconteça, tem remédio: isole esta parede e a revista internamente com outro material, que certamente obterá bom resultado;

• Instale uma iluminação que permita a leitura de rótulos, mas que garanta a escuridão para o vinho na maior parte do seu tempo;

• Verifique se a área é bem ventilada, pois é preciso que o ar penetre e circule no ambiente sem que haja correntes de ar;

• Deixe espaço para caixas e projete prateleiras para diferentes tamanhos de garrafas;

• Evite o mau cheiro e o mofo causados por alta umidade, mas se a umidade for baixa espalhe areia no chão e borrife água;

• Bloqueie janelas da luz natural;

• Instale sistemas de segurança, pois a seguradora vai exigir.

Para a estocagem é necessário estar atento a outras tantas indicações:

• Não empilhe caixas diretamente do chão, pois podem ser afetadas por frio, umidade ou vibrações;

• Construa estantes adequadas, considerando o peso – uma caixa com doze garrafas pesa no mínimo 16kg;

• Para uma coleção organize em estantes especializadas e colméias para 24 garrafas;

• Considere o uso de estantes para cantos, individuais, para caixas e para garrafas de formatos incomuns.

Alguns entre nós adoraríamos chegar na adega e dirigir-se diretamente para o vinho que está buscando.

Outros curtirão esquadrinhar toda a sua coleção até encontrar a garrafa certa.

Como vemos, a organização é muito pessoal.

Mas, se sua adega for de bom tamanho e abrigar muitos vinhos diferentes, considere a importância de algum planejamento.

• Para identificar garrafas individuais nas prateleiras use etiquetas penduradas nos pescoços delas;

• Se os compartimentos guardarem os mesmos vinhos, afixe um cartão com a descrição detalhada do vinho;

• Outra forma é identificar por região, como Bordeaux, ou Califórnia;

• Mantenha um Diário de Adega em livro ou computador, com registros que permitam que você saiba com exatidão o que existe na sua coleção;

• Registre também suas anotações pessoais sobre degustação;

• Registre os seus convidados e os vinhos escolhidos no dia;

• Os detalhes da aquisição também podem ser gravados de forma divertida ou solene; se foi presente, se comprou em leilão, se foi direto do produtor, o preço pago. Tudo pode virar diversão, e informação.

• Um fichário é o modelo ideal para um diário de adega;

• Na internet se encontra programas para administrar adegas. Com planilhas, alguns programas dão acesso a comentários de degustação feitos por críticos renomados.

• As anotações sempre são pessoais, mas pode incluir a data em que adquiriu, quando bebeu, em companhia de quem; comentários e pontuações; harmonização de jantar se houve; como está amadurecendo. Por aí vai.

• Pense em pouco manuseio do vinho no caso de reorganizar sua adega.

• As dicas acima podem parecer irrelevantes, mas tornam o ambiente muito mais vivo e vibrante, com a alma do seu dono.

Leia mais